Cuide da higiene de sua atenção

Essa foi a frase mais marcante do episódio #19 do Happy Hour Remoto. Falamos sobre isso a partir de 1:21:25

Muito se fala sobre estarmos vivendo na era da informação, mas poucas vezes paramos para pensar sobre os reflexos práticos desta nova era em nossa saúde mental. Vivemos conectados 24 horas por dia, recebendo estímulos a todo momento pedindo um pouco de nossa atenção. E-mail, WhatsApp, televisão…nós sempre temos algum conteúdo pedindo para ser consumido a cada segundo.

E para quem trabalha de casa esse cenário tende a ser ainda pior. Não temos aquele momento de se deslocar até o trabalho, e nem as saudáveis pausas para jogar conversa fora 5 minutos com um colega de trabalho enquanto pegamos um café. Quem trabalha de casa tende a ser uma pessoa que gosta do mundo digital, e vive nele não só seus momentos de trabalho, como também suas horas de descanso e lazer.

Não nos permitimos mais ficar entediados. Estamos sempre a uma nova aba ou a um clique no celular em nosso bolso de uma nova distração, e é comum passarmos dias e dias seguidos sem nos desligarmos por mais de cinco minutos de coisas que demandam nossa atenção.

Façamos um teste rápido:

  • Você se lembra da última vez que saiu de casa sem o celular?
  • Você se lembra da última vez que sentou no banheiro sem mexer em nenhum aplicativo?
  • Você se lembra da última refeição que fez em que não estava com o celular ou televisão ligados?
  • Você se lembra da última vez que deitou na cama sem nenhum aparelho eletrônico ligado?
  • Você se lembra da última vez que em uma mesa com amigos ou família você dedica a sua atenção completa para as pessoas, sem a dividir com o celular?

Se você respondeu “não lembro” para qualquer uma dessas perguntas temos um sinal de alerta! E se essa foi sua resposta para todas as perguntas, você com certeza está com um problema de higiene da atenção!

Todos esses estímulos nos mantém em um constante estado de alerta, e não permite descansar de verdade. Eu sei bem disso. Vivo na própria pele essa situação. É muito tentador e fácil nas minhas horas de descanso do trabalho abrir uma rede social ou ligar a televisão. E é exatamente isso que eu faço se estou distraído.

Nosso cérebro está viciado e automaticamente procura por esses prazeres rápidos, que tal como uma droga fornecem uma alegria momentânea, mas que é seguida de uma vontade de consumir mais e mais. E o pior, após as altas descargas de dopamina que essas atividades propiciam, outras atividades cotidianas que oferecem doses imediatas menores de dopamina, como fazer seu trabalho ou cuidar da casa, se tornam ainda menos interessantes de serem feitas.

Mudar hábitos como esse não é uma tarefa fácil. Quando estamos em um ciclo automático de ação a pura força de vontade não funciona! É necessário um “choque de gestão” em nossa rotina, que mapeie quais gatilhos nos levam a determinadas ações. Alcançar esta “atenção plena” em nossos atos é um desafio, árduo, e uma forma que encontrei para auxiliar nesta tarefa é fazer um detox digital.

A proposta é simples: durante 24 horas você não se permitirá consumir nenhum conteúdo digital. Desplugue seu roteador de internet. Tire a televisão da tomada. Desligue seu telefone celular cheio de aplicativos! Durante essas 24 horas você sentirá vontade de buscar essas distrações várias vezes. Mas, sabendo que não terá essa possibilidade, deverá então prestar atenção em si mesmo.

Preste atenção em seu corpo. Como você está se sentindo no momento? Está cansado? Agitado? Ansioso? Perceba quais situações disparam os gatilhos no seu cérebro para as ações que você deseja limitar. Você acabou de realizar uma tarefa árdua? Mudou de ambiente na casa e/ou sentou em um lugar específico?

Parece simples, e realmente é. Mas incrivelmente nós não temos o hábito de prestar atenção em nós mesmos no cotidiano, e é exatamente esta atenção poluída que nos faz entrar tantas vezes no piloto automático ao longo do dia. Quando você simplesmente para e observa o que está acontecendo com seu corpo e sua mente, e começa a entender o que te leva para as distrações, começa a ficar claro o que você poderá fazer quando sentir esta necessidade após o detox.

E tem mais! Depois de alguns minutos se observando, você começará a ficar entediado. Nos últimos tempos passamos a olhar para esse conceito, “tédio”, como algo muito negativo. Para a maioria das pessoas ficar “entediado” é um sinal de desperdício, de vagabundagem. Queremos sempre estarmos nos sentido ocupados com algumas coisas para nos acharmos produtivos, mesmo que seja “um uso produtivo de nosso momento de lazer”.

Mas, o tédio tem um poder transformador! Ao nos permitirmos momentos de ócio completo damos um merecido e necessário descanso para nossa mente! E como nossa mente é incrível! Em pouco tempo, quando ela começa a dar sinais de relaxamento, você não só consegue dedicar mais pensamentos a coisas que são realmente importantes para você, e não escolhidas pelo algoritmo de qualquer rede social, como também desintoxicado das descargas enormes de dopamina, você se percebe incrivelmente mais disposto a realizar tarefas que, apesar de importantes, antes pareciam tão difíceis ou chatas de serem começadas.

Eu realmente não tenho palavras para descrever os resultados positivos de um detox digital. No dia seguinte você já olha para o celular com outros olhos. Não que eu não entre em redes sociais ou assista à um vídeo no YouTube. Mas, com minha higiene da atenção bem feita, eu consigo escolher exatamente quando e o que consumir, sendo o senhor de meu tempo, e não escravo de minhas distrações.

Dicas de produtividade e felicidade no trabalho remoto você encontra em nosso canal do Youtube, o Happy Hour Remoto, onde compartilhamos dicas rápidas para quem trabalha de casa e realizamos lives toda sexta-feira, às 18h30. Clique no link e inscreva-se agora no canal! http://happyhourremoto.com/

Compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *